Março 2018

Você assistiu algum vídeo online recentemente?
E na semana passada?
Nas últimas 24 horas?

Temos certeza que muitos de vocês assistiram a um vídeo online há menos de uma hora. Não é mesmo? O mesmo pode ser dito a respeito da exibição online. A publicidade online está por toda parte, e a questão não é se isso é bom ou ruim. A questão é que está por toda parte. Ao não saber como implementar e executar devidamente estratégias de display internacional e vídeos online, você perde oportunidades de criar conteúdos interessantes que aumentariam o envolvimento de seus clientes em todos os seus canais.

 

 

Claro, não é fácil... por que seria? Para lidar com a diversidade de restrições técnicas internacionais, fluxos de trabalho que foram usados com sucesso no passado para se adaptar eficazmente ao TVC, campanhas de mídia impressa e banners de mídia online devem ser reunidos para se ajustarem suavemente a essa tendência. Estamos vendo várias técnicas gráficas sendo impulsionadas para melhorar a qualidade das campanhas digitais e audiovisuais , levando-nos à conclusão de que é importante ter expertise em mídia impressa, display e vídeos para produzir campanhas internacionais bem-sucedidas.

Grandes investimentos em produção de vídeos internacionais
e exibição online

Veja os principais indicadores que representam o investimento significativo feito pelas marcas em publicidade digital para mobile:

  • 200 bilhões de dólares em gastos com publicidade digital no mundo todo em 2017;
  • 335 bilhões de dólares estimados em 2020;
  • 80 bilhões de dólares de rendimentos em publicidade digital para a Google em 2017;
  • Estima-se um aumento de 75% na parcela de publicidade para mobile até 2020.

 

 

E alguns indicadores sobre vídeos:

  • Um número quatro vezes maior de consumidores preferiria assistir a um vídeo em vez de ler sobre o produto.
  • Quase 50% das pessoas que acessam a internet procuram por vídeos relacionados a um produto antes de visitarem uma loja.
  • De 5 consumidores, 4 acham que os vídeos de demonstração são úteis.
  • Quase 5 bilhões de vídeos são visualizados no YouTube. Todos os dias.
  • A duração média de uma sessão de visualização em um smartphone ou tablet dura mais de 40 minutos.

 

Constatamos isso aqui na Datawords diariamente! Desde a L’Oréal até a J&J, passando pela Montblanc e outras marcas, está lançada a corrida por uma exibição de conteúdo e vídeos elaborados.

Para essas marcas internacionais, o importante não é apenas aumentar a divulgação produtivamente de sua publicidade em vídeo e exibição online, mas fazê-lo de maneira que integre as audiências locais para aumentar o envolvimento do cliente. É disso que trata as tecnologias de e-Multiculturalismo da Datawords. E ainda assim, veremos que dominar na área digital e vídeos não é suficiente.

 

 

Muitas técnicas de mídia impressa são grandes tendências em 2018.

Temos notado que muitas técnicas de mídia impressa estão voltando à moda para complementar o que tem sido feito em vídeo e em display. Na Datawords, adotamos essa tendência para garantir que nossa expertise em mídia impressa reforce a nossa expertise em vídeos e display. Eis algumas tendências muito legais que estamos entusiasmados em compartilhar:

  • Fontes “Masta” estão de volta! Elas não são incríveis?
  • Degradê de cores.
  • Abordagens assimétricas ou “divididas”.
  • Fontes Serif

 

 

De um ponto de vista técnico e crítico, as equipes de Design, UX e SEO da nossa última aquisição, a Agência Vanksen, analisaram as tendências que acreditamos que irão emplacar em 2018. Como a Internet evoluirá nos próximos meses? Como iremos pensar, imaginar e criar o Web Design em 2018? Como as técnicas gráficas oferecerão novas possibilidades?

As equipes da Vanksen se perguntaram exatamente isso ao redigir o seu recente estudo “Tendências de UX e Web Design em 2018”. São onze tendências a descobrir, mas falaremos delas juntos em um outro post.

 

 

De maneira resumida, pode parecer que display, vídeos e mídia impressa são muito diferentes. E eles são! A formação necessária e a expertise desenvolvida por quem produz esses recursos são bastante diferentes. A mídia impressa é a fonte e a base dos últimos 500 anos, e cuja valiosa expertise tem servido de base para vídeos e mídia digital. Mesmo assim, não ter a expertise em vídeos e mídia digital é simplesmente inconcebível em 2018. O segredo é possuir as três habilidades. Nós as possuímos aqui na Datawords, e é por isso que nossos clientes nos confiaram a implementação de suas campanhas internacionais impressas, de display ou de vídeo, em mais de 100 países.