A escolha das ferramentas e a definição de processos adequados de acordo com as necessidades condicionam a construção duradoura e, consequentemente, a manutenção de uma base terminológica.

Uma base terminológica multilíngue pode ser constituída trabalhando a partir de uma terminologia-fonte monolíngue e definindo as equivalências no idioma-alvo ou então, a partir de conteúdos multilíngues, utilizando ferramentas de extração e alinhamento.

Um projeto de terminologia implica determinar os campos semânticos (especialização, nomes próprios, SEO, navegação) e sua estrutura de dados, além de estabelecer suas respectivas prioridades.
No âmbito organizacional, as pessoas encarregadas de aprovar o vocabulário devem ser identificadas, tanto na sede da empresa quanto em cada mercado local.